É obrigatório que os dados informados sejam do cliente/assistido, não sendo autorizado conta de terceiros.

Os pagamentos de precatórios e de Requisições de Pequeno Valor (RPVs), em virtude da Covid-19, estão sendo realizados por meio de transferências bancárias.

Funciona assim: nós somos intimados pelo juiz do seu processo para informarmos os dados bancários e ele determina que o banco faça a transferência direto para sua conta.

Por questões de segurança, a transferência poderá ser realizada apenas para conta bancária em que o credor seja o titular.

Para mais informações, consulte o site do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) clicando aqui.

Cuidado com golpes: o TJDFT, juiz do processo, Sinpro, escritório de advocacia ou advogado NÃO solicitam pagamento de boleto para realização da transferência.

Informações Necessárias

    Nome Completo:

    Número do CPF (somente números):

    Número do RG:

    Escolha um Banco:

    Caso o seu banco seja outro:

    Agência com Dígito:

    Conta com Dígito:

    Qual o Tipo de Conta?
    CorrentePoupança


    Qual o número da operação?

    Clique aqui para ler o Termo de Consentimento.

    Termo de Consentimento:

    Ao preencher o presente formulário, o Titular dos dados consente e concorda, com o fornecimento dos dados, nos termos do art. 7º, inciso I e II da Lei nº 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados), à empresa Resende Mori e Fontes Advocacia, CNPJ nº 04.252.220/0001-63, com sede no SCS, QD-1, BL-K, Ed. Denasa – Salas 601/603, 6º Andar, telefone (61) 3031-4400, e-mail contato@resendemf.com.br.

    Finalidade:

    O tratamento dos dados pessoais listados tem as seguintes finalidades:

    – Possibilitar que o Escritório identifique créditos de Precatórios e RPV em nome do Titular, em razão de causas que tenham sido patrocinadas pelo Escritório Resende Mori e Fontes Advocacia.

    – Possibilitar que o Escritório deposite nas contas dos Titulares, ora credores, os créditos de RPV e Precatórios levantados.

    – Possibilitar que o Escritório identifique e entre em contato com o Titular para fins de prestação de serviços advocatícios nos termos do contrato e procuração celebrados anteriormente.

    Segurança e Responsabilidade:

    O Escritório responsabiliza-se pela manutenção de medidas de segurança, técnicas e administrativas aptas a proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas de destruição, perda, alteração, comunicação ou qualquer forma de tratamento inadequado ou ilícito.

    Em conformidade ao art. 48 da Lei nº 13.709, o Escritório comunicará ao Titular e à Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) a ocorrência de incidente de segurança que possa acarretar risco ou dano relevante ao Titular.

    Direito de Revogação do Consentimento:

    O Titular poderá solicitar via e-mail ou correspondência ao Escritório, a qualquer momento, que sejam eliminados os dados pessoais não anonimizados do Titular. O Titular fica ciente de que poderá ser inviável ao Escritório continuar o fornecimento de produtos ou serviços ao Titular a partir da eliminação dos dados pessoais.